Obesidade e Depressão: Relação de Risco

Obesidade e Depressão: Relação de Risco

Obesidade e depressão estão diretamente relacionadas. Obesos têm 55% de chance de desenvolver depressão, e depressivos possuem um risco de 58% de se tornarem obesos.

Um em cada quatro casos de obesidade está associado a algum distúrbio de humor ou ansiedade. O sobrepeso aumenta o risco de depressão. O atual padrão de beleza, que seria o de magreza, contribui para que as pessoas acima do peso fiquem deprimidas. Os transtornos alimentares estão intimamente ligados a depressão. Cerca de 30% das pessoas obesas que realizam tratamentos para emagrecer apresentam transtorno do comer compulsivo e, destas, 75% já tiveram, têm ou terão depressão.

Uma das teorias para explicar como funciona essa relação é que a obesidade é uma doença inflamatória e que esse estado inflamatório do obeso está associado ao risco de depressão.

Entender esta relação entre obesidade e depressão pode ajudar a prevenir e a criar estratégias de tratamento. Estar atento a essas oscilações é a melhor forma de prevenção. O tratamento de uma das condições pode reduzir o avanço da outra doença.

Por Dr. Alexandre Ferreira
Endocrinologista

SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG OU CLIQUE CURTIR NA PÁGINA DO FACEBOOK PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutricionista.alinelamarco

2018-10-04T11:42:50+00:00

About the Author:

Aline Lamarco - Nutricionista em Alphaville - Nutricionista Estética, Esportiva, Clínica e Materno-infantil. Planos alimentares individualizados e saborosos, baseados na Gastronomia saudável, em busca do bem-estar físico e psicológico, que levam à resultados definitivos. Treze anos de experiência em consultório, Pós-graduada em Nutrição Esportiva (USP) e Materno-infantil (UNIFESP), com título de Especialista em Fitoterapia (ASBRAN).

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.