Quem sou eu

Minha foto
Nutricionista Clínica, esportiva, gestacional e infantil. Consultório em Alphaville e Itaim Bibi (Tel: 4175-9777) há 12 anos, com técnicas bem inovadoras e diferenciadas, focando especialmente no bem estar psicológico e emocional do paciente. Reeducação alimentar associada à Gastronomia para resultados definitivos e uma rotina agradável!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Dormir pouco pode tornar adolescentes obesos, diz estudo

Falta de sono desregula hormônios ligados à fome e à saciedade em adolescentes. Saúde pode ficar comprometida na vida adulta

Entre os adolescentes, dormir bem tem relação direta com o peso
Ter um sono bem regulado traz muitos benefícios à saúde, entre eles a manutenção da boa forma. Uma pesquisa norte-americana mostrou que, entre os adolescentes, dormir bem tem relação direta com o peso.
O estudo do Centro de Medicina do Sono do Baylor College, em Houston, no estado do Texas, acompanhou 255 adolescentes (108 meninos e 147 meninas). Foram colhidos dados sobre a quantidade de sono diário e também de altura e peso, para o cálculo do índice de massa corporal (IMC).
Na comparação entre os meninos que dormem menos de 7 horas por dia com os que dormem mais que isso, o IMC dos que dormem menos foi 3,8% maior. A mesma comparação levou a uma diferença ainda maior entre as meninas: 4,7%.
A causa disso está relacionada a dois hormônios que regulam as sensações de fome e saciedade: a grelina e a leptina. “Quando você não dorme o suficiente, os níveis de leptina cai, o que quer dizer que você não fica satisfeito quando come. A falta de sono também aumenta os níveis de grelina, o que estimula o apetite, te faz querer comer mais”, afirma Radha Rao, coautora da pesquisa.
Lata Casturi, outra autora do estudo, ressalta outros pontos em que o sono faz bem a saúde. “Quando adolescentes não dormem o suficiente, eles dormem na aula, têm problemas de concentração, ficam estressados, adoecem mais e não cumprem seus deveres por que estão cansados”, aponta.
“O sono promove crescimento em crianças e adolescentes e fortalece os sistemas nervoso e imunológico. Portanto, privação de sono no começo da vida pode levar os jovens a sofrer riscos irreversíveis para o resto da vida”, acrescenta Anita Rao, outra coautora do estudo.
O trabalho foi apresentado no encontro anual do Colégio Americano de Médicos de Tronco.
Fonte: G1 / Associação Brasileira de Nutrologia

SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG OU CLIQUE CURTIR NA PÁGINA DO FACEBOOK PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutricionista.alinelamarco

Nenhum comentário: