Quem sou eu

Minha foto
Sou Nutricionista Clínica, esportiva, gestacional e infantil. Atendo em consultório em Alphaville (Tel: 4195-4500) há 10 anos, com técnicas bem inovadoras e diferenciadas, focando especialmente no bem estar psicológico e emocional do paciente. Atuo muito como nutricionista esportiva, reeducação alimentar, emagrecimento e nutrição materno-infantil. Além do blog, também comento no meu site www.qualinutri.com.br . Esse é um espaço para as pessoas tirarem dúvidas, enviarem sugestões para posts e também para ter mais um canal de comunicação com meus pacientes. Sintam-se à vontade!

quarta-feira, 26 de março de 2014

Qual diferença entre nutricionista e nutrólogo?

Por Jaqueline Galvão

E vice versa. Várias pessoas associam um ao outro, mas essas duas profissões tem algumas diferenças bem importantes, vamos conhecer… 
Nutrólogo
É o profissional formado em Medicina e com pós-graduação ou residência na área de nutrologia. Nutrologia é uma especialização em doenças provocadas pela alimentação inadequada.Entre outros o nutrólogo faz a prescrição de nutrição parenteral (na veia) em pacientes hospitalizados, orientam sobre a alimentação mais equilibrada para correção do peso e manutenção da saúde, recuperação de estados deficitários, acompanhamento de pessoas com necessidades especiais (atletas, idosos, crianças etc.) estudando a ação biológica dos nutrientes dos alimentos, funções parecidas ao nutricionista, mas a parte da prescrição de dieta, por lei, cabe ao nutricionista, profissional habilitado e com formação exclusivamente voltada para tal ato. A Residência em Nutrologia não habilita o médico para exercer nenhuma das atividades privativas do Nutricionista.
ESTE SÓ PODE ATUAR DENTRO DO HOSPITAL COM UMA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR PARA DIETA ENTERAL/PARENTERAL.
Nutricionista
O nutricionista atua como orientador e educador no que diz respeito a alimentação adequada para prevenir e tratar as doenças. É o profissional indicado e o mais capacitado para esta tarefa, pois conhece à fundo os alimentos e trabalha com dietas personalizadas, respeitando as diferenças de hábitos alimentares, estrutura física e situações fisiológicas especiais, tornando o tratamento das doenças mais eficiente e mantendo a saúde das pessoas que acreditam neste provérbio: “nós somos o que comemos”
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO NUTRICIONISTA:
- Alimentação Coletiva
- Alimentação Escolar
- Alimentação do Trabalhador
- Nutrição Clínica
- Banco de leite humano (BLH)
- Saúde Coletiva
- Docência (Ensino)
- Indústria de Alimentos
- Nutrição em Esportes
- Marketing de Alimentos e Nutrição
Nenhum médico (nem mesmo o nutrólogo) está legalmente habilitado a prescrever dietas. Geralmente o nutrólogo se diferencia do nutricionista no fato de poder prescrever alguns medicamentos que o paciente necessite, pois é habilitado a isso por ser médico. Então que fique bem claro, mesmo falando de Nutrição, prescrição de dieta é função EXCLUSIVA DO NUTRICIONISTA e os dois profissionais juntos são essenciais para você!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Pequenas atitudes, GRANDES resultados! - parte 1 - Sem tempo para malhar



Muitas vezes as pessoas pensam que o ganho de peso vem de grandes eventos e que apenas dietas radicais podem erradicá-lo. Na verdade, são os hábitos do dia-a-dia que podem definir realmente a forma física e de saúde de uma pessoa.

Claro que no mundo ideal, deveríamos fazer atividade física pelo menos 4x/semana e reestruturar tooooda a alimentação. Mas este post é justamente para você que, mesmo que no momento não consiga fazer tudo, possa melhorar a saúde e o visual.
Na Nutrição, hábitos permanentes contam mais que radicalismos de curto prazo. De novo, vai? Hábitos permanentes contam mais que radicalismos de curto prazo. O que significa que não adianta mais você correr por duas semanas, emagrecer e depois nunca mais, porque na verdade odeia corrida, entende? Vale mais a pena encontrar uma atividade que você goste ou consiga fazer, mesmo que gaste menos calorias que a corrida, por exemplo.
Colocando na ponta do lápis, pequenas atitudes podem trazer enormes resultados, mesmo para quem não tem tempo. Eu sugiro duas coisas para meus pacientes que realmente não tem como fazer uma atividade física:

1. Subir de escadas e aposentar o elevador. Cada lance de escadas gasta em média 14 calorias. Se você subir 15 andares por dia, gastará 210 calorias por dia. Ao longo de uma semana emagrecerá ou deixará de engordar, 210 gramas. Pode parecer pouco, mas dá quase 1 kg por mês (11 kg por ano). Apenas por incorporar este novo hábito na sua rotina.
Pernas, glúteos e abdomem ficarão mais firmes e o percentual de gordura diminuirá.
A dica é começar com 4 andares e aumentar um por dia. NÃO FAÇA SE TIVER PROBLEMAS NOS JOELHOS.

2. Caminhar 10 minutos por dia. Em ritmo acelerado. Pode ser estacionando o carro mais longe, pode ser descendo antes do ônibus, caminhando após o almoço, até o restaurante. Enfim, 10 minutos são fáceis de alcançar. Se não puder fazer a parte de escadas, faça 2 sessões de 10 minutos por dia de caminhada acelerada.
Caminhar 10 minutos por dia reduz em 50% o risco de infartos, sabia? E cabe na sua rotina! 
Se forem 10 minutos, você gastará 50 calorias por dia, perdendo 50 g por semana, 2,6 kg por ano.
Se forem duas sessões, totalizando 20 minutos por dia, serão 5,2 kg por ano!

No próximo post darei dicas similares em relação a alimentação, ok? Se gostou desse, clique em curtir e ajude a divulgá-lo. :)


SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG  POR EMAIL NO LINK AO LADO DESTE POST
OU CLIQUE CURTIR NO FACEBOOK NA FAN PAGE ABAIXO, PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutricionista.alinelamarco

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Mais de 50% da população brasileira está acima do peso e 17% já são obesos (Ministério da Saúde)

Pesquisa do Ministério da Saúde (Vigitel), revela que 51% da população brasileira está acima do peso. Em 2006, este percentual era de 43%. Os homens são a maioria, 54%. Entre as mulheres, o índice chega a 48%.
Mais de 50% da população brasileira está acima do peso e 17% já são obesos, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde
Pela primeira vez, o percentual de brasileiros com excesso de peso supera mais da metade da população. A pesquisa Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) mostra que 51% da população (acima de 18 anos) está acima do peso ideal. Em 2006, o índice era de 43%.

O estudo também revela que a obesidade (IMC>30 kg/m2) cresceu no país, atingindo o percentual de 17% da população. Em 2006, quando os dados começaram a ser coletados pelo Ministério, o índice era de 11%. O aumento atinge tanto a população masculina quanto a feminina. Atualmente, 18% das mulheres estão obesas. Entre os homens, a obesidade é de 16%.
O estudo mostra os novos hábitos da população e é um importante para o desenvolvimento de políticas públicas de saúde. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que se não tomarmos as providências necessárias, corremos o risco de chegar a patamares de obesidade como os dos Estados Unidos.
Apesar de a obesidade estar relacionada a fatores genéticos, há importante influência significativa do sedentarismo e de padrões alimentares inadequados. O consumo de frutas e hortaliças está sendo deixado de lado por uma boa parte dos brasileiros. Apenas 22,7% da população ingerem a porção diária recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Outro indicador que preocupa é o consumo excessivo de gordura saturada: 31,5% da população não dispensam a carne gordurosa e mais da metade (53,8%) consome leite integral regularmente. E ainda 26% dos brasileiros consomem refrigerantes ao menos cinco vezes por semana!!! 
A pesquisa Vigitel apontou menores frequências de obesidade e excesso de peso entre pessoas com mais anos de estudo.
Índice de Massa Corporal (IMC) é uma forma para conhecer o estado nutricional do indivíduo. Para calculá-lo, basta dividir o peso em quilogramas pelo quadrado da altura em metros (IMC = peso / altura x altura). O IMC é apenas um indicativo para descobrir se uma pessoa está ou não está no peso ideal. Outros fatores como sexo, idade, condicionamento físico devem ser levados em conta.
Fonte: news.med.br 
SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG  POR EMAIL NO LINK AO LADO DESTE POST
OU CLIQUE CURTIR NO FACEBOOK NA FAN PAGE ABAIXO, PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutricionista.alinelamarco

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Benefícios das caminhadas

Hoje vamos falar de uma atividade física que considero a mais democrática de todas: a caminhada. Ela pode ser praticada por quase todas as pessoas, mesmo os médicos liberam suas gestantes e cardíacos para caminhadas controladas, não apresenta nenhum custo, traz total liberdade de tempo e, de quebra, faz um bem incrível para a mente. Quem não se sente renovado depois de uma caminhada no parque?
Em São Paulo temos parques incríveis, como o Parque do Povo, Parque do Ibirapuera, Parque Villa Lobos... Na verdade quase toda cidade tem um parque aberto e com a quilometragem marcada no chão.
Quilometragem, isso mesmo! Estamos falando de uma caminhada, não de um passeio, certo? Então ela tem que ser num ritmo acelerado! Dois critérios simples para saber se você está no ritmo certo: você deve transpirar e deve ser um ritmo que tenha dificuldade de conversar.
Se na sua caminhada você consegue colocar toda a conversa em dia com aquela amiga querida, é sinal de que estão caminhando no ritmo errado, ok?
Abaixo temos alguns benefícios das caminhadas. É importante destacar que a queima de gordura ocorre desde o início, mas que ela passa a ser predominante após 30 minutos consecutivos, ok?
Vamos colocar um tênis adequado e incluí-la pelo menos aos finais de semana?
 





SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG OU CLIQUE CURTIR NA PÁGINA DO FACEBOOK PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutri.aline

quarta-feira, 31 de julho de 2013

O que não se deve falar para crianças


Pediatra lista 10 coisas que não devemos dizer para as crianças. Vale a pena ler, já que isso pode influenciar (e muito!) na personalidade delas. 

1 – Não rotule seu filho de pestinha, chato, lerdo ou outro adjetivo agressivo, mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.

2 – Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade que os pais querem construir com os filhos.

3 – Não pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

4 – Não mande a criança parar de chorar. Se for o caso, pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.

5 – Não diga que a injeção não vai doer, porque você sabe que vai doer. A menos que seja gotinha, diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não engane.

6 – Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras de baixo calão que ouvir.

7 – Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros na troca de letras pode inibir o desenvolvimento saudável.

8 – Não diga mentiras. Todos os comportamentos dos pais são aprendidos pelos filhos e servem de espelho.

9 – Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças têm dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e leve-o para a cama, fazendo companhia até dormir.

10 – Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.

FONTE: http://itodas.uol.com.br/mae/o-que-nao-se-deve-falar-para-as-criancas/

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Dicas quentinhas para esquentar o seu inverno!

Com este friozinho, é normal que muita gente decida jantar "apenas uma sopinha", achando que com isso vai emagrecer. Até porque nesta época, muitas pessoas ficam menos dispostas a comer salada à noite. Mas na verdade, a famosa sopinha de legumes, pode acabar engordando, se tiver batata, por exemplo.

Veja a lista de itens que devem ser excluídos da sua sopa: feijões, ervilha, lentilha, milho, macarrão, creme de leite, pão, arroz, manteiga, batata, mandioca, mandioquinha, inhame, cará, beterraba...

É importante lembrar também que o jantar precisa de uma fonte de proteína magra. Pode ser um ovo cozido, pedacinhos de peito de peru, frango desfiado, um filé após a sopa... Só não vale colocar carnes gordurosas, ok?

Espero que agora esteja mais fácil esquentar suas noites e, ainda assim, continuar emagrecendo :)


sábado, 1 de junho de 2013

Como se preparar para o dia da prova esportiva!

*Adaptado de "Indika bem"
 

É muito importante que o jantar da véspera de uma prova (ou de um treino intenso), seja bem rico em carboidratos. É importante, ainda, diferenciar entre os carboidratos.
É importante tornar a absorção destes carboidratos mais lenta, consumindo, por exemplo massas integrais acompanhadas de proteínas, sanduíches de pão integral... Estes alimentos ajudarão a encher os estoques de energia para a prova do dia seguinte.
Se as massas não forem integrais, é possível que a idéia não funcione e você só abasteça seus estoques de gordura. Esse processo se explica simplesmente porque os alimentos integrais possuem baixa velocidade de absorção, ou seja, enquanto dormimos nosso organismo irá utilizar a energia do carboidrato de comemos no jantar e poupará a energia estocada (glicogênio muscular), processo que não ocorre com os alimentos refinados (massas com farinha branca).Logo, assim que acordar para a prova seus estoques de energia estarão preservados.
No dia da prova, priorize nessa primeira refeição (pelo menos 2 horas antes da prova) alimentos ricos em carboidratos integrais (batata doce, pão 100% integral, frutas,…) e alimentos ricos em proteína magra (ovo, peito de peru, frango desfiado,…) e não se esqueça da hidratação.
Imediatamente antes da prova, aí sim aqueles alimentos refinados com absorção mais rápida são até indicados, como por exemplo: barrinhas de cereais, bananinha, uva passas. Enfim, eles lhe fornecerão energia para os próximos 50 minutos pelo menos.
Para você que é esportista, uma boa alimentação preparatória pode fazer a diferença entre você concluir ou não uma prova, ou se você já possui experiência nesse tipo de prova e luta contra os seus tempos, essa alimentação pode minimizar as possíveis perdas de massa muscular e melhora no desempenho.
Boa prova! :)
*Adaptado de "Indika bem"

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Doce de Whey Protein para acabar com a compulsão alimentar!

Quem é que está livre daqueeeela vontade de comer um docinho? Ou de atacar a geladeira? Comer a despensa toda? Pode ser porque você está triste ou porque está feliz, por ansiedade, briga com o (a) namorado (a), mas a verdade é que todos passamos por isso.

O pior, é que quando acontece, basta comer um pedacinho de chocolate, para querer comer a caixa toda. Ou começar com um salgadinho, passar para o sorvete, depois completar com umas barrinhas... Depende da oferta. Mas quanto mais carboidrato, mais vontade de comer carboidrato, reparou?

O mesmo não acontece com a proteína, então vou passar uma dica valiosa para estes momentos. Você vai consumir 230 kcal e a saciedade virá. De quebra, você ajuda seus músculos!  :)

Você pode utilizar marcas diferentes das que utilizo. Escolhi este Whey protein porque ele é de lenta absorção, então segura a fome por mais tempo, e porque tem pedacinhos de chocolate.

Ingredientes
2 col de sopa bem cheias de leite Molico em pó
1 scoop de Whey NO2 Micelar Probiotica - sabor chocolate
50 ml de água

Misture a água aos ingredientes até ficar bem cremoso (cuidado para não deixar aguado). Pode colocar mais ou menos água, à seu critério/ Colocar ou não 1 envelope de adoçante, também depende do paladar.
Enjoy!


SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG  POR EMAIL NO LINK AO LADO DESTE POST
OU CLIQUE CURTIR NO FACEBOOK NA FAN PAGE ABAIXO, PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutricionista.alinelamarco

terça-feira, 14 de maio de 2013

Qual seu tipo de TPM e como lidar com ela?


Você incha? Tem vontade de comer todos os doces do supermercado? Ou falta ao trabalho para passar o dia na cama de tanta cólica e enxaqueca? Se nem sabe o que é isso, tem muita sorte, porque 80% das brasileiras com idade entre 18 e 35 anos têm tensão pré-menstrual, segundo pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em parceria com o Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva de Campinas (Cemicamp). Os sintomas atrapalham as atividades domésticas de 60% das participantes, enquanto 65% delas afirmaram ter o desempenho profissional afetado. "As variações podem ser físicas ou emocionais, causadas pela mudança hormonal, e atuam de formas diferentes em cada mulher", diz a ginecologista Rosa Maria Neme, diretora do Centro de Endometriose São Paulo e consultora de WH. Descubra qual é o seu tipo e como domar esse lado negro que se manifesta em você todos os meses.




Tipo A - "Tolerância zero"
Tem os sintomas mais clichês da TPM: irritabilidade, oscilações de humor, agressividade, ansiedade e nervosismo. Os sintomas estão relacionados aos altos níveis de estrogênio em comparação aos de progesterona. Não é à toa que nesse período fica quase impossível não xingar até a décima quarta geração daquele motorista que fechou você no trânsito.

Relaxe
Coloque na agenda sessões obrigatórias de massagens, assista aos lançamentos de DVD no aconchego da cama ou monte um set list com músicas calmantes, como as instrumentais ou que simulem sons da natureza, para ouvir no carro, durante o banho, enquanto cozinha... Alongar-se ou fazer posturas de ioga por alguns minutos diariamente também vai deixá-la mais zen.

Fuja
Procure evitar ambientes que possam gerar situações de stress, como shopping centers no final de semana, bancos cheios ou reuniões de trabalho importantes.

Tenha mais prazer
Alimentos com vitamina B6 estimulam a produção de serotonina, hormônio ligado ao bem-estar. Ela está na soja, no pão integral, na lentilha, no atum, nas carnes, nos grãos integrais, na batata e na soja. Também inclua na dieta alimentos como banana, grãos integrais, peito de peru, peixe, produtos à base de soja, ovo, feijão, grão-de- bico, fontes de triptofano.. Baixos níveis desse aminoácido (precursor da serotonina) causam o mau humor.

Tipo B - "Só mais um chocolatinho?"
A fase pré-menstrual vai abrir seu apetite. Tanto que não será uma surpresa se você se deparar com um pote de sorvete vazio no final do capítulo da novela das 9. "O impulso de ingerir doces nessa fase está ligado a uma alteração dos neurotransmissores cerebrais, principalmente a serotonina, que gera uma alteração no centro de controle do apetite", afirma a ginecologista Rosa Maria Neme. Mas não é só isso. É bem provável que o cansaço, as palpitações e as dores de cabeça apareçam com frequência. Mulheres desse grupo apresentam maior tolerância a carboidratos.

Sem exagero
Como a vontade de devorar doces estará maior do que de costume, deixe chocolates, sorvetes e outras guloseimas de fora da lista do supermercado. Você não quer terminar seu ciclo pesando 3 kg a mais na balança, quer? No lugar, vá de frutas com mel. Tá bom... e um bombom por dia.

Mude o foco
Você sabe exatamente onde as tentações moram. Se tiver uma festa de criança, escolha uma mesa do lado oposto da dos docinhos, e passe reto pela seção de sobremesa no cardápio do restaurante. Continua difícil? Aumente a ingestão de triptofano (o mesmo elemento milagroso que acaba com o mau humor). Ele controla a queda na taxa de serotonina, responsável também pelo apetite de formiga.

Drible a tentação B
Comer de 3 em 3 horas nunca foi tão importante como agora. Para manter os níveis de glicose constantes no sangue (e evitar picos de vontade de devorar doces), coma um punhado de castanhas com frutas secas no intervalo das refeições.

Tipo C - "Ó vida, ó céus, ó azar"
Influencia, sobretudo, o lado emocional. As mulheres desse grupo ficam ansiosas, estado que as leva a ter insônia, e deprimidas, podendo sofrer com crises de choro sem motivos concretos. Tudo causado pela redução de estrogênio e do aumento da progesterona.

Sorria para a vida
Sabe aquela amiga que só fala bobagem e faz você rir sem parar? Escale-a para ver uma comédia no cinema ou para uma maratona dos seriados Two and a Half Man ou Modern Family. Aulas coletivas como dança de salão e lutas marciais podem melhorar seu humor.

Cuide de você
Adote uma postura mais egoísta nesses dias e se afaste de pessoas que só a procuram para desabafar problemas. Essa não é a hora de tentar resolver a vida de ninguém. É bem provável que o baixo-astral da colega de trabalho que terminou o namoro deixe você ainda mais down.

Use um estimulante
Ponto para as mulheres que gostam de café: a bebida tem efeito animador, graças à cafeína. Não é muito chegada no grão? Vá de chá preto. Mas a dose permitida é apenas 1 xícara, pois em excesso a cafeína estimula o sistema nervoso central, piorando os sintomas de irritação, nervosismo e dores de cabeça.

Tipo D - "Minhas calças não entram!"
Pode até ser considerada a forma mais branda mas saber disso não é exatamente um alívio se você pula um manequim de uma semana para a outra. Lá vem inchaço causado pela retenção de líquidos, sensibilidade nos seios e dores nas pernas. Um saco, não é?

Mexa-se
Combata a retenção de líquidos com drenagens linfáticas, exercícios físicos (as aulas de jump vão fazer milagres por você) e aumente a frequência do sexo. Sua autoestima agradece: os centímetros a mais nas suas curvas podem até irritá-la, mas não o seu parceiro.

Nada de roupas novas
Deixe para conferir as promoções das suas lojas preferidas após a menstruação. Caso contrário, é bem provável que você compre uma peça que depois ficará com tecido sobrando.

Enxugue as medidas
Alimentos ricos em potássio, como a melancia, o melão, o abacaxi, o pepino, o agrião, a salsinha, a alcachofra e a água de coco são essenciais. Invista também em chás diuréticos, como o de cavalinha, o de dente-deleão e o de carqueja.

Lista negra
Descubra os alimentos dos quais deve fugir se nos dias anteriores à menstruação você...

...Devora doces
Produtos industrializados, com muito glutamato monossódico (aditivo presente em temperos e molhos, sopas enlatadas e refeições congeladas).

...Sente dores de cabeça
Evite adoçantes e carnes embutidas, como linguiça, presunto, salsicha e salame. O café, o refrigerante e bebidas alcoólicas também pioram os sintomas.

...Sofre com o inchaço
Diminua o consumo de sal e de alimentos industrializados. ...É o mau humor em pessoa Consuma cafeína com moderação porque ela aumenta o stress nesse período.

E se não for apenas TPM?
Se você assume uma segunda personalidade toda vez que os dias vermelhos se aproximam, pode ser que sofra da desordem disfórica pré-menstrual (DDPM), a forma mais severa da tensão pré-menstrual. "A qualidade de vida da mulher é muito afetada, podendo interferir em seu trabalho, nas atividades do dia a dia e nos relacionamentos pessoais", afirma a ginecologista Isabel Corrêa, do Centro de Medicina Reprodutiva Humana Huntington, no Rio de Janeiro. Acredita-se que a doença atinja de 2 a 9% da população. Para saber se você faz parte desse grupo, assinale os sintomas do quadro abaixo. Identificou-se com pelo menos cinco deles? Então é necessário procurar um especialista para definir seu tratamento. "Ele pode incluir desde o uso de vitaminas e fitoterápicos até medicações mais potentes, como antidepressivos. A psicoterapia também pode ajudar, desde que seja prescrita pelo médico", afirma a ginecologista Rosa Maria Neme. "Outra forma de minimizar os sintomas seria por meio de um novo contraceptivo que apresenta estrogênio natural (valerato de estradiol) em vez do sintético (etinilestradiol)", completa. Mas isso também só um especialista pode receitar.

FONTE: ABRIL

SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, CADASTRE-SE PARA ACOMPANHAR O BLOG  POR EMAIL NO LINK AO LADO DESTE POST
OU CLIQUE CURTIR NO FACEBOOK PARA LER NOTÍCIAS NA SUA PÁGINA: http://www.facebook.com/nutricionista.alinelamarco